quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Eu não entendo, mas compreendo algumas coisas.

Tem muita coisa que a gente não entende nessa vida, muita mesmo.
Mas, na questão relacional com Deus algumas coisas me intrigam e queria compartilhar com vocês.
Algumas coisas que não entendo e que entendo quando olho para Deus.
1. Eu não entendo como é que alguém diz que tem Deus e ao mesmo tempo o considera tão distante em tudo.
Ou seja, Diz que é de Deus, que tem Deus em sua vida e ao mesmo tempo em suas orações o trata e o vê como um Deus distante, inoperante, apático a tudo.
Oram muito assim: “Deus vem, vem estar aqui neste lugar”; “Deus abençoa por favor esta pessoa que está doente, vem agora coloca tuas mãos sobre ela e opera Deus, opera!!!”
Aí fico pensando... ”cá com meus botões, bolas eu não sou de ferro”, como diz uma musica do Roberto Carlos.
Penso o seguinte: Ora se Deus é Deus de perto e não de longe como posso agir ou orar como se não fosse? Como é que isso funciona?
Ou Ele é presente, ativo, empático, ou não.
Que Deus é esse que é tão imóvel? Que Deus é esse que a gente tem que estar lembrando tudo detalhadamente a Ele?
O que eu entendo é diferente.
Entendo que Deus é ONIPRESENTE, está em todos os lugares.
Entendo que Deus é compassivo e amoroso e se importa com todos sem exceção.
Entendo que Deus sente a dor dos aflitos e necessitados deste mundo.
Entendo que Deus não está imóvel, pois não dormita e nem dorme o guarda de Israel.
Entendo que Deus cuida de mim na sombra de suas asas estou seguro, nada temerei, se Deus é por nós quem será contra nós?
Entendo que Deus nos AMA e isso é o suficiente.
Entendo que não preciso lembrar a Deus de nada pois Ele é ONISCIENTE, sabe de tudo, antes mesmo de pedirmos algo Ele já conhece todas as nossas necessidades.
Entendo que o que Deus mais busca em nós é que nós busquemos o seu reino e sua justiça e todas as outras coisas que precisamos pra sobreviver serão nos acrescentadas.
Entendo que nossa oração precisa ser revista em seu conteúdo.
Porque oramos de forma que Deus se apresenta como um ídolo, manipulável, e distanciado da dor humana.
Achamos que Deus só responde se eu orar.
Ou seja, Deus responde orações e quem ora, age primeiro e Deus é reativo. Como que Deus só agisse depois que falarmos para Ele.
Entendemos oração somente a gente falando, falando e nada de se calar para ouvirmos Deus. Só quem fala é a gente, não damos espaços para ouvir Deus, ou seja, forma egocêntrica.
Entendemos como uma ação de nossa parte que coloca Deus em movimento. Não é Deus que nos coloca em movimento e sim nós que o colocamos em movimento, ou seja, um deus imóvel, manipulado.
É como que nós é quem está preocupado com o mundo e Ele muito sossegado. Aí a nossa oração chama a atenção de Deus, agiliza Deus, acorda Deus. É como que Deus estivesse desatento, muito ocupado, desinteressado e passivo até que nós o movimentemos com nossas orações, venhamos a acordá-lo.
Isso não é o Deus da Bíblia, não é o que Jesus nos revelou no Novo Testamento.
Hoje percebemos isso constantemente nos cultos e missas de libertação etc...
Aliás, observamos isso em todas as religiões, um deus manipulável pelos homens.
Entendo que Deus não está imóvel e nem desinteressado.
Deus não depende de nossas orações para fazer algo, Ele faz mesmo que a gente não apele a Ele.
Deus está em movimento, está agindo. Está interessado em fazer alguma coisa. Está bastante comprometido em fazer alguma coisa. Ele mesmo prometeu fazer alguma coisa e vai fazer, quer oremos ou não.
É por isso que devemos orar, porque Deus vai fazer alguma coisa, está interessado e comprometido e Ele quer nos ter como seus cooperadores; Ele quer agir em nós e através de nós. Deus quer nos incluir naquilo que Ele quer fazer.

Eu entendo que Deus cuida de mim capacitando-me para enfrentar qualquer situação. É desta maneira que interpreto “tudo posso naquele que me fortalece” [Filipenses 4.13]. Esse “tudo posso” não diz respeito a passar no vestibular, ganhar um emprego, arrumar uma namorada, ou qualquer outra coisa a respeito da manipulação das minhas circunstâncias. “Tudo posso” significa que “aprendi o segredo de viver contente em toda e qualquer situação, seja bem alimentado, seja com fome, tendo muito, ou passando necessidade. Sei o que é passar necessidade e sei o que é ter fartura” [Filipenses 4.12]. Caso interpretássemos o “tudo posso” da maneira tradicional: “posso conseguir tudo o que quero”, não teríamos como explicar porque o mesmo Paulo, apóstolo, não conseguiu se livrar de seu “espinho na carne”. Nesse caso, o “tudo posso” significa “posso conviver com um espinho na carne”, pois a graça de Deus é suficiente para me manter em pé e saudável mesmo convivendo com um espinho na carne, pois “o poder de Deus me faz forte” [2Coríntios 12.7-10].

2. Eu não entendo porque os milagres hoje não são como os de Jesus já que Ele disse que faríamos coisas maiores do que Ele mesmo.
Não entendo porque os milagres só acontecem nas concentrações de fé e não nas portas dos hospitais públicos.
Não entendo porque milagre se tornou algo exclusivo de algum ministério e não de foram global Deus agindo no ser humano.
Não entendo porque é necessário pagar pra ser curado.
Não entendo porque hoje não se ressuscita mais mortos de 4 dias.
Não entendo porque preciso de amuletos pra gerar fé.
Entendo milagres como uam ação de Deus e não de homens ou de ministérios exclusivos.
Quem crer e assim Deus permitir vem o milagre isso pra qualquer um e qualquer classe ou raça, cor e etc.
Entendo que os milagres servem para testificar Jessu como Deus e não para agariar fortunas aos ministérios.
Entendo que a maior ênfase nem é buscar milagres e sim o Deus dos milagres e do amor.
Entendo que adoro a Deus pelo que Ele é e não pelo que Ele me pode dar.
A ênfase de Jesus era o REINO DE DEUS E SUA JUSTIÇA, os milagres vinham a reboque.

3. Eu não entendo como que uma pessoa começa a estudar sobre Deus e acaba ficando fria, seca, árida espiritualmente no lugar de ficar mais aquecida.
Isso me entristece de antes ter visto alguém parecida com Jesus que gostava de orar, buscar a face do Pai, sensível, cheia do Espírito Santo e poder e hoje por causas das filosofias, intelectualismos, do modernismo encontra-se sem crer em nada.
Não crer mais que Deus pode intervir sim, pois é livre e SENHOR DE TUDO;
Não dobra mais seus joelhos em orações de devoção ao pai como Jesus sempre nos ensinou a fazer;
Não crer mais na Bíblia, considera-a um conto de lendas judaicas;
Não crer que o diabo exista, não crer no nascimento virginal de Jesus;
Não crer no juízo de Deus;
Não crer que devamos ser santos tudo é relativo, depende e etc.
Não entendo porque foram setas tão fáceis de esfriamento da fé como a Biblia diz, que ouviram vãs filosofias e ensinamentos de demônios.
Não crêem mais em milagres e nem oram mais, não entendo .... e fico triste por isso, sem ironia.
Entendo sim que Deus faz o que bem quer. Ainda faz milagres, intervém quando quiser, pois Ele não é domado por ninguém e não deve nada a ninguém, muito menos a teólogos e filósofos da vida.
Entendo que Deus é o que foi manifestado em Jesus de Nazaré.
O conhecemos e o percebemos nos evangelhos, aliás, temos uma idéia de como Deus seja.Em Jesus Deus é.
E em Jesus temos muito sinais de como venha a ser Deus.
Ele não está nem aí diante da tal sabedoria dos intelectuais, dos pensadores...Ele quer que tenhamos principalmente a sabedoria de uma pessoa que seja boa, humilde, mansa de coração e que venha trazer justiça ao seu meio.
Ele faz o que achar melhor e nem precisa consultar os calvinistas e nem os arminianos, ou talvez a turma do teísmo aberto e nem tão pouco os liberais ou os emergentes, seja lá o que forem...
Se ele quiser intervir Ele intervém, se Ele quiser predestinar, predestina; se quiser voltar atrás,volta; se quiser deixar algo aberto no futuro, deixa; Ele é quem Ele é e ninguém pode se apropriar como dono das ações dEle e ponto final.
Deus é o que achar que é, e nós ainda e nunca na terra saberemos como Ele realmente é e age por completo, Ele se revela de varias formas e é livre, pasmem os teólogos e pensadores! Deus é livre de todos vocês, que boa noticia essa, aleluias!!!

4. Eu não entendo porque dizemos que somos de Deus e somos tão longes dele em nosso cotidiano, em nossas atitudes.
Não entendo alguém que se diz espiritual e não ama a casa de Deus em estar nela em congregar, fazer parte das missões.
Não entendo alguém dizer que Deus é tudo se essa pessoa nem ajuda financeiramente sua casa.
A pessoa não tem sensibilidade com as necessidades da sobrevivência da casa de Deus que é estabelecida no planeta terra e por isso Deus deixou o dizimo, pra manutenção e também no NT pra obra missionária, expansão da Igreja.
Não entendo porque esses não entendem que no Novo Testamento investiam mais financeiramente do que antes, era direto os apelos e entregavam semanalmente segundo a prosperidade de cada um.
Não entendo essa dureza de coração e falta de sensibilidade. O amor ao dinheiro ao seu bel prazer somente.
Dinheiro de melhor investimento é aquele que a gente investe pra gerar vidas humanas libertas pelo sangue de Jesus. A igreja faz isso.
Podem até responder isso, mas nunca convencerá, pois é algo que está corrompido dentro do coração da pessoa e muitas vezes não mudam jamais, generaliza, endureça e enferruja dentro.
Porque de não dar se é melhor do que receber? Quem está mais interessado em combater o dizimo? Quem quer que pare e sofra a igreja e feche as portas? Quem? A quem esses que combatem os dízimos e são negligentes estão alegrando, às vezes sem nem perceber? Quem ganha com isso?
O professor de teologia não dá aula de graça, cobra e caro. Se os alunos não pagam a faculdade como fica? Isso é coisa pra gente normal entender, o anormal ignora.
Não entendo como alguém se diz de Deus e espiritual vive em imoralidade e rebeldia, isso não combina com o fruto do espírito e sim com as obras da carne na qual não verão a Deus e não herdarão o reino de Deus que é um lugar puro e santo.
Entendo sim, que devemos procurar a pureza, fugir da aparência do mal, ser submissos as nossas autoridades como ao Senhor se é que eles estão na palavra.
Não entendo a sordidez de alguns que se autodenominam ”salvos”.
A bíblia diz que todos nós prestaremos contas a Deus pessoalmente.
A bíblia alerta aqueles que usam e distorcem a palavra de Deus para usarem seus pecados.
Não entendo aqueles que dizem que tem o passaporte para a eternidade, mas é uma pessoa inclemente, desrespeitosa, baixa.
Entendo sim que, devemos ser pessoas mais parecidas com Jesus, gente bonita, nobre, educada, gentil,
Entendo também que: A vida é curta, nos reduzimos a nada e não é certo gastar a vida driblando as exigências de religiosos curtos de mente e de alma e paparicando pequeno-burgueses que tentam mover o braço de Deus
Entendo também que ainda existe beleza em algumas pessoas que são amigas e não religiosas ou irmãos denominacionais.
Entendo que apesar de tudo, a igreja é o melhor lugar, pois aqui aprendemos a conviver com as tempestades da vida, o próximo
Entendo que na comunhão com o povo de Deus aprendo mais de Jesus, pois aqui se fala dELE mais do que em qualquer outro lugar, e o assunto sobre Ele me fascina;
Entendo que sou apaixonado cada vez mais com o projeto de Jesus em minha vida e com Ele vale a pena confiar e esperar e viver.

Conclusão:
São muitas coisas que não entendo e muitas que compreendo.
Espero que você entenda e seja como Deus manifesta em Jesus seu filho.
Resta-nos fazer um caminho mais leve e mais bonito

Um comentário:

  1. Olá

    Uma postagem muito interessante, assim como o restante do blog. Parabéns pelo seu trabalho, já estou sendo seu seguidor.

    Se também desejar me visitar, conhecer minhas idéias, trocar links ou seguir meu blog, visite:
    Um pouco além do óbvio.

    Abraço.

    N'Ele, a autoridade máxima em matéria de salvação.

    ResponderExcluir