segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Como oro diz o Deus que eu creio

A nossa oração é bem denunciadora do tipo de relação que temos com Deus.

Nas orações Tem gente que Revelam que seu deus é bem distante, pois insistantemente clama para que ele fique perto, o considera longe demais.

Outros quando um deus insensível Revelam Oram, poder para que as enguias abençoar seus seguidores tem que fazer procissões, campanhas, correntes, jejuns; sacrificios ...

Muitos fraco Tem um deus: pois para atender as suas súplicas, tem que ter intercessores, ou seja, Incapaz deus esse é dele mesmo ouvir e resolver as questões.

Um deus que poder para abençoar: uma pessoa tem que pagar, pagar, sempre fica DEVEDOR dos cofres celestiais.

Um deus preso uma Instituição: enclausurado na placa religiosa las como propriedade dela, aprisionado um deus.

É o tipo de que em Deus: quem ordena são seus sacerdotes, eles determinam quem vai pro céu ou não, quem é santo ou não, quem vai ou Receber ou não.

Um deus estranho, de relação barganhosa, seus adeptos só um vão por ele Interesses pessoais e riquezas.

Mas, existem alguns, que o tem como alguem de carater inabalável, bom, piedoso, misericordioso.

Um Deus que está sempre conosco, apesar de nós, Ele é.
Acompanha um Deus que a gente no percuso da vida com todos os percalços.
Um Deus Decidiu que de antemão nos ter, nos abençoar, amigo nosso ser.
Um que em Deus eu não preciso pagar para ter uma benção dEle em minha vida.
Um Que Deus: antes de eu pedir, Ele já sabe do que preciso e que me ensina a buscar coisas do reino de Deus e sua Justiça.
Um Deus que nos ensina a ser gente e não religioso; um valorizar a vida acima dos dogmas institucionais.
Um que em Deus eu não preciso de intermediadores, já temos uma trindade que trabalha muito bem nesse aspecto da oração.

Bem, Deus tem para todo gosto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário